Menores de 5 anos que já tomaram dose contra a pólio recebem a famosa gotinha
Erasmo Salomão/ Ministério da Saúde

A campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite, encerrada na maioria das cidades brasileiras, termina neste sábado (29) na capital paulista. 

Mais de 80 Unidades Básicas de Saúde (UBS) estarão abertas neste sábado para a vacinação.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, até esta quinta-feira (27), foram aplicadas 568 mil doses de vacina de poliomielite e 564 mil da vacina SCR (tríplice viral), que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, o que representa 96% e 95,4%, respectivamente, de cobertura vacinal.
A cidade iniciou a campanha dois dias antes do resto do país, 4 de agosto, e realizou cinco dias “D” para atingir a meta de vacinação, além de vacinação em escolas públicas e particulares e busca casa a casa, de acordo com a Secretaria.
Apesar do fim da campanha, as vacinas continuarão disponíveis durante todo o ano nas Unidades Básicas de Sáude (UBS).

A poliomielite foi erradicada no Brasil em 1989, já o sarampo havia sido eliminado em 2016, mas voltou a ser registrado este ano.

Leia também: Sarampo: número sobe para 10 mortes e 1,6 mil casos no país

Segundo o Ministério da Saúde, a campanha deste ano é indiscriminada, portanto, todas as crianças entre 1 e 4 anos devem ser vacinadas, independentemente da situação vacinal.

Em relação à poliomielite, crianças que nunca tomaram dose da vacina receberão a vacina inativada poliomielite (VIP). Já os menores de 5 anos que já tiverem tomado uma ou mais doses da vacina contra pólio receberão a vacina oral poliomielite (VOP), a famosa gotinha.

Já referente ao sarampo, todas as crianças receberão uma dose da vacina tríplice viral independentemente da situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias, de acordo com o Ministério.

São Paulo tem 3 casos de sarampo

O Estado de São Paulo registra três casos de sarampo. Os casos são considerados isolados, ou seja, foram importados de outros Estados. Outros locais com casos isolados são Rio de Janeiro (18), Rio Grande do Sul (29), Rondônia (2), Pernambuco (4), Sergipe (4) e Pará (14).

Leia também: Bolinhas pelo corpo? Saiba diferenciar sarampo de catapora

Apenas Roraima e Amazonas passam por surto da doença. No Amazonas, há 1.367 casos confirmados e 7.863 suspeitos e, em Roraima, 325 confirmados e 99 estão em investigação, segundo boletim divulgado nesta terça-feira (25) pelo Ministério da Saúde.

Desde início do ano, 10 pessoas morreram por causa do sarampo no Brasil, sendo 4 mortes em Roraima (3 estrangeiros e 1 brasileiro), 4 no Amazonas, todos brasileiros, e 2 no Pará.

Medo do sarampo? Tire suas dúvidas sobre a doença: 

 

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001