Dois saguis morreram de febre amarela na cidade
Divulgação/Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente

A Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo divulgou nesta sexta-feira (15) a morte de três macacos em decorrência da febre amarela no município. A causa das mortes foi confirmada pela Coordenadoria de Vigilância em Saúde.

Trata-se de dois saguis e um bugio que foram localizados nos bairros de São Domingos, Cangaíba e Parelheiros. Com isso, a capital paulista soma 159 epizootias (morte de primatas não-humanos) causados pela doença desde outubro do ano passado.

Segundo a secretaria, as novas confirmações são um alerta de que o vírus continua em circulação na cidade de São Paulo, apesar da queda no número de casos da doença em humanos nos últimos meses.

Saiba mais: Febre amarela continua se expandindo pelo país

Desde o início do ano, São Paulo registrou 14 casos de febre amarela autóctones em humanos, ou seja, contraídos na própria cidade, dos quais sete evoluíram para morte. Outros 106 casos importados foram registrados na capital este ano.

Apesar dos casos autóctones, a secretaria afirma que a transmissão da febre amarela permanece silvestre. Não há transmissão urbana. O que diferencia uma da outra é o vetor de transmissão. No caso da silvestre, são os mosquitos Haemagogus e Sabethes e, no caso da urbana Aedes aegypti.

“A confirmação das novas epizootias nesta época reforça a importância de ampliar a cobertura vacinal na cidade, já que a tendência é que a circulação diminua nos meses mais frios”, afirmou o secretário municipal da Saúde, Wilson Pollara, por meio de comunicado.

A campanha de vacinação fracionada da febre amarela foi estendida em São Paulo até o dia 30 de junho. Segundo a secretaria, 6,6 milhões de moradores da cidade foram vacinados até a última quarta-feira (13), o que representa cobertura de 56,8%, percentual bem abaixo da meta de 95%.

Leia também: Brasileiro só toma vacina em situação crítica, diz virologista

A vacina está disponível em todos os postos da capital. Para receber a dose, é preciso levar documento de identificação e, se possível, carteira de vacinação e cartão SUS.

Neste sábado (16), a vacina será oferecida no Parque Villa Lobos, na zona oeste. Um posto volante funcionará no local das 9h às 16h para aplicação da vacina contra febre amarela e contra a gripe, lembrando que a vacina da gripe é restrita ao público-alvo.
A prefeitura informa que as duas vacinas também estarão disponíveis em postos da Secretaria Municipal de Saúde neste sábado (16).

Veja as alternativas para quem não pode tomar a vacina da febre amarela:

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001