A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva, fina camada transparente que reveste o branco dos olhos. Quando ocorre, a parte branca dos olhos (membrana ocular), fica irritada, tornando-se avermelhada. Segundo o oftalmologista Jae Min Lee, da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, há vários tipos de conjuntivite, mas os principais são viral, alérgico e bacteriano*Estagiária do R7 sob supervisão de Deborah GianniniA conjuntivite alérgica é o segundo tipo mais comum de inflamações oculares. De acordo com Lee, a primavera é a estação mais favorável para adquirir a condição, devido a disseminação de pólen associada à poluição e tempo seco. A pessoa alérgica também pode apresentar inflamação em qualquer época e deve procurar um oftalmologista para buscar o tratamento adequadoA conjuntivite viral é a mais comum e ocorre por infecção do adenovírus. Segundo o oftalmologista, esse tipo de conjuntivite é mais frequente no inverno pelo fato de as pessoas ficarem mais confinadas. Geralmente está associada a gripes e resfriados. A transmissão ocorre por meio de contato, ou seja, colocar mãos sujas nos olhos, ou tocar na mão de quem esteja infectado. Em alguns casos, a conjuntivite viral pode deixar pequenas cicatrizes, invisíveis a olho nu, que podem atrapalhar a visãoO oftalmologista afirma que a conjuntivite bacteriana é a mais rara. Entretanto, é considerada a mais perigosa, pois pode causar perfuração da córnea, membrana responsável também pela proteção do olho, pelo foco da visão e pela entrada de luz para ver as imagensEntre os sintomas que podem ocorrer na conjuntivite estão a inflamação dos olhos e das pálpebras, que se tornam vermelhos, coceira, inchaço nos olhos, dificuldade e dor ao olhar para a luz, secreção purulenta ou esbranquiçada, visão borrada, olhos grudados ao acordar, sensação de areia ou cisco no olho e olhos lacrimejantesDe acordo com o oftalmologista, as pessoas que apresentam conjuntivite com maior frequência são crianças e adolescentes, geralmente associados à conjuntivite viral. Como maneiras de prevenção, o médico aconselha a deixar o ambiente arejado e limpo, evitar compartilhar objetos com a pessoa infectada e evitar contato com as mãos do infectadoO diagnóstico deve ser feito por um oftalmologista, que receitará o tratamento adequado conforme o tipo de conjuntivite. Geralmente, para fazer o tratamento de conjuntivite, são ministrados antibióticos via oral ou colírios. Lee afirma que colírios lubrificantes e uso de soro fisiológico podem ser utilizados durante o tempo seco, como maneira de aliviar o desconforto, mas com recomendação médica

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001