O Ministério da Saúde da República Democrática do Congo (RDC) confirmou quatro novas mortes por ebola nas duas regiões do nordeste do país afetadas pelo último surto da doença. Até o momento, são 59 pessoas mortas com os sinais da doença, 32 já tiveram resultados positivos para ebola e as outras seguem em investigação. O último surto de ebola, o segundo declarado em apenas um ano no país, afeta duas províncias: Kivu do Norte e Ituri. Segundo o último boletim do Ministério da Saúde do congo, 102 casos casos de ebola (75 confirmados e 22 suspeitos) foram registrados na região até o último dia 20. As autoridades da RDC, ao lado da Organização Mundial da Saúde (OMS), desenvolvem desde o último dia 8 uma campanha de vacinação com o tratamento experimental rVSV-ZEBOV, já foram administradas 1.693 doses. A vacina ainda não foi licenciada, mas já foi usada de forma experimental na Guiné durante a epidemia de ebola que afetou a África ocidental entre 2014 e 2015. O atual surto da doença no Congo foi declarado no último dia 1º, apenas oito dias depois de o ministro da Saúde, Oly Ilunga, ter declarado o fim de outro surto, na província do Equador, no noroeste do país. As autoridades descartaram qualquer relação entre as duas situações, já que, diferentemente do Equador, esta é causada pela linhagem Zaire, a mais letal que existe. O ebola é transmitido por contato direto com o sangue e fluidos corporais de pessoas ou animais infectados, causa hemorragias graves e alcança uma taxa de mortalidade de 90%.

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001