Adultos podem tomar vacina contra o sarampo durante a campanha, que é focada em crianças? Segundo Adriana Peres, coordenadora do
Programa Municipal de Imunização da Covisa (Coordenadoria de Vigilância em Saúde), da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, sim. Apesar de essa primeira fase da campanha, que vai até dia 25, ser dirigida a crianças de 6 meses a menores de 5 anos, qualquer adulto até 59 anos, que não foi imunizado, pode se vacinar na rede pública nesse período e também fora desse período. “A vacina está disponível o ano todo”, afirma. Ela ressalta que, apenas no Dia D, que será realizado dia 19 de outubro, a vacinação será oferecida exclusivamente para crianças dentro dessa faixa etáriaQuem tomou se imunizou durante um bloqueio vacinal deve tomar uma segunda dose? Depende da idade, afirma a coordenadora da Covisa. Quem tem até 29 anos deve tomar duas doses da vacina do sarampo, respeitando o intervalo de 30 dias. Já pessoas entre 30 e 59 anos devem tomar só uma. O imunizante não é oferecido pelo SUS a pessoas acima de 60 anos, pois se considera que essa faixa etária já teve contato com a doença e está protegidaBebês de 11 meses devem tomar a dose zero, levando em conta que primeira dose já é recomendada um mês depois, aos 12 meses? Se o bebê tem 11 meses, pode esperar para completar 12 meses e então tomar a primeira dose. Se tem menos do que isso, deve considerar a dose zero. O intervalo entre a dose zero e a primeira dose dever de no mínimo 30 dias. A porta-voz da Covisa ressalta que a dose zero é utilizada somente em momento de surto – é uma dose de emergênciaComo proteger bebês de menos de 6 meses, que ainda não podem tomar a vacina contra o sarampo? A orientação é evitar ambientes fechados e aglomerados, principalmente se ele não têm anticorpos contra a doença transmitidos pela mãe, ou seja, se ela não tem a imunização. Segundo Adriana, alguns exemplos de ambientes que devem ser evitados são ônibus e metrô lotado, restaurantes cheios, teatros, cinemas e shoppings. Vale ressaltar que a dose zero está sendo oferecida neste momento, durante a campanha de nacional de vacinação, devido a surto em alguns Estados, principalmente São PauloSe uma pessoa acha que teve sarampo na infância, mas não tem certeza, ela deve se vacinar? A coordenadora da Covisa orienta a tomar a vacina caso tenha dúvidas se está ou não imunizado contra a doença. Ela lembra que muitas doenças têm sintomas parecidos com o sarampo, como gripe, conjuntivite e catapora, o que pode causar confusão, se ocorreu no passadoComo funciona a campanha nacional de vacinação? São cinco fases, cada uma dirigida a uma faixa etária. A primeira é focada em crianças de 6 meses a menores de 5 anos, faixa etária com maior incidência da doença e número de mortes, e vai até dia 25.  O “Dia D” está previsto para sábado (19). Já a segunda etapa, com enfoque em jovens de 20 a 29 anos, faixa etária mais infectada, será de 18 e 30 de novembro, com “Dia D” está previsto para 30 de novembro. As outras três fases ocorrerão no próximo ano e serão complementares a essas duas fases, dedicadas às faixas etárias de 30 a 39 anos, 40 a 49 anos e 50 e 59 anos

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001