<img src=’https://img.r7.com/images/aedes-aegypti-01032024190942607′ /><br />

Já são 1,5 milhão de casos de dengue em 2024
Agência Brasil/Divulgação – Arquivo

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) avalia liberar a venda de autotestes para detectar a dengue, afirmou nesta segunda-feira (11) o presidente da instituição, Antonio Barra Torres. Segundo ele, se a medida for aprovada, os testes para o diagnóstico da doença poderão ser comprados em farmácias, como já ocorre com os exames para Covid-19.

Veja também

Brasília
Governo anuncia R$ 12,6 bilhões para Porto de Santos e inclui túnel submerso até o Guarujá

Economia
Receita antecipa para esta terça-feira liberação do programa do Imposto de Renda 2024

Saúde
Brasil registra 28 mortes causadas por dengue durante o último fim de semana

"A dengue é uma doença de notificação compulsória, então é necessário que haja uma política pública, gerada pelo Ministério da Saúde nesse sentido. Mesmo no caso do [autoteste] que o próprio cidadão poderá realizar, é importante que os sistemas de monitoramento sejam notificados para que se possa computar todos esses dados de todo o Brasil", destacou Torres em entrevista ao programa A Voz do Brasil.

O Brasil registra mais de 1,5 milhão de casos prováveis e 391 mortes pela doença, segundo o Ministério da Saúde. A Anvisa anunciou, na última semana, que os pedidos de registro dos testes utilizados em laboratórios e farmácias para identificar a dengue são prioridade da agência.

"A medida vale para as solicitações em andamento e as que forem protocoladas nos próximos 60 dias. O objetivo é ampliar o fornecimento de meios para o diagnóstico precoce da doença, permitindo uma resposta mais rápida no controle da epidemia", divulgou o governo federal.

Na entrevista, Torres destacou ainda a importância da prevenção da dengue. "O repelente é uma estratégia muito importante. Nós temos mais de 600 registros de repelentes no Brasil e nada nos leva a crer, neste momento, que possa haver algum tipo de desabastecimento". "Para resolver o problema agora: combate ao foco do mosquito, prevenção contra o mosquito: uso do repelente", afirmou.

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001