Bolsonaro diz que Brasil não atrasou vacinas
Youtube / Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (7) que um relatório do TCU (Tribunal de Contas da União) aponta que 50% das mortes por covid-19 no ano passado teriam ocorrido por outras doenças.

Procurado pelo R7, o TCU disse inicialmente não saber de onde partiu a informação. Técnicos do tribunal, no entanto, pediram um prazo maior para checar se há algum relatório que embase ao menos em parte a declaração de Bolsonaro.

Leia também

Queiroga demite defensor da cloroquina nomeado por Pazuello

Polícia fecha festa com 263 pessoas aglomeradas na zona sul de SP

Moderna pede uso de vacina em adolescentes de Europa e Canadá

Segundo Bolsonaro, o documento foi divulgado há poucos dias, mas não teve a atenção necessária. “O relatório final, não é conclusivo, mas em torno de 50% dos óbitos do ano passado por covid não foram por covid, segundo o Tribunal de Contas da União”, disse a seus apoiadores, em Brasília.

“Esse relatório saiu há alguns dias, lógico que a imprensa não vai divulgar, mas nós vamos hoje à tarde. Como é do Tribunal de Contas da União, ninguém queira me criticar por causa disso.”

O presidente citou que já havia indícios de um superdimensionamento no número de óbitos na pandemia. “Nós vimos no ano passado muitos vídeos mostrando parentes que diziam que não era morte por covid.”

Bolsonaro afirmou que é perseguido por suas opiniões e que uma reclamação recorrente é a de que o governo federal demorou muito para comprar imunizantes contra a covid-19. “Qual país que comprou vacina e recebeu no ano passado?”, questionou, dirigindo-se aos apoiadores. 

Na conversa com seus eleitores em Brasília ele afirmou ainda que não quer opinar sobre a Copa América. “Todo mundo tem uma seleção e um técnico na cabeça, eu tenho, mas a minha eu falo só para meus amigos”, comentou o presidente.

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001