Células que aumentam o açúcar no sangue foram alteradas para criarem insulina
Freepik

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Genebra, na Suíça, relatou que células pancreáticas produtoras dos hormônios glucagon (hormônio que aumenta o açúcar), quando modificadas geneticamente, seriam capazes de produzir insulina e diminuir os danos na saúde de pacientes diabéticos. O estudo foi publicado na última quarta-feira (13), no site da revista científica americana Nature.

De acordo com o estudo, os pesquisadores coletaram células alfa, produtoras do glucagon, e modificaram. Após uma semana de mudança, cerca de 40% dessas células estavam produzindo insulina, mostrando a capacidade de adaptação (plasticidade) das células pancreáticas.

Leia também: Cientistas do MIT criam comprimido de insulina que substitui injeção

Segundo os pesquisadores, no diabetes tipo 1, o sistema imunológico destrói as células beta, responsáveis pela produção de insulina. Já no tipo 2, essas células podem não produzir inulina suficiente, ou o corpo se torna resistente à ação do hormônio, elevando os níveis de açúcar no sangue.

Os pesquisadores implantaram, então, as células alfa modificadas em camundongos que teriam diabetes tipo 1, e perceberam que os níveis de açúcar se normalizaram, e continuaram a produzir insulina após seis meses de implante. Quando as células foram removidas, os níveis de açúcar voltaram a subir.

Saiba mais: Quase 40 milhões de diabéticos não terão insulina em 2030, diz estudo

No estudo, os pesquisadores alegam que a descoberta poderia ajudar na criação de um novo tratamento que melhoraria a qualidade de vida de pessoas com diabetes. Entretanto, ressaltam que são necessários mais estudos, para que no tratamento para o diabetes tipo 1, as células produtoras de insulina modificadas em laboratório não sejam atacadas como as células originais.

*Estagiária do R7 sob supervisão de Ingrid Alfaya

Diabéticos devem evitar chinelos. Saiba outros cuidados com os pés:

 

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001