<img src=’https://img.r7.com/images/agencia-brasil-hospital-covid-03052021094955402′ /><br />

Recursos ficaram parados no Fundo Nacional de Saúde

Rovena Rosa/Agência Brasil

O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira (12) que vai usar cerca de R$ 17 bilhões, que estavam reservados para serem usados durante a pandemia de Covid-19, mas não foram utilizados. Esses recursos serão direcionados para investimentos em outras áreas da saúde nos estados e municípios. Os recursos são do FNS (Fundo Nacional de Saúde) e estavam destinados para uso no período de 2020 a 2022. 

Veja também

Diário Digital
Procura por vacina da dengue ainda é baixa na Capital

Brasília
Distrito Federal vai premiar os dez blocos de rua mais limpos do Carnaval

Diário Digital
Saiba como identificar os sinais de uma gripe e da dengue

A regulamentação da utilização dos recursos parados foi publicado na última sexta-feira (9) no Diário Oficial da União. O valor deverá ser utilizado até o dia 31 de dezembro de 2024.

Em nota, o ministério afirmou que o recurso vai fortalecer o SUS (Sistema Único de Saúde) em todo o país, e destacou alguns dos principais investimentos em 2023 e 2024. A pasta mencionou um aumento de R$ 7,1 bilhões para a atenção especializada em 23 estados, totalizando R$ 61,6 bilhões, além de garantir mais recursos para procedimentos ambulatoriais e hospitalares.

O ministério também mencionou as ações de combate à dengue, no momento em que o país vive o aumento crescente de casos da doença. Nesta semana, a pasta anunciou que vai aumentar os recursos destinados às ações contra o aedes aegypti para R$ 1,5 bilhão. Além disso, garantiu que vai agilizar a liberação de recursos para estados e municípios que declararem emergência sanitária devido à dengue, outras doenças transmitidas por mosquitos ou situações que afetem a saúde pública.

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001