Vacina da CanSino apresentou eficácia de 65,7% na prevenção de casos sintomáticos
Divulgação/CanSino

O laboratório chinês CanSino Biologicals manifestou interesse em trazer a vacina de dose única contra covid-19 desenvolvida por ele ao Brasil, informou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) nesta segunda-feira (8).

Representantes da empresa se reuniram com técnicos da Anvisa nesta manhã para entender o processo regulatório dos imunizantes no país.

“Durante a reunião, a agência apresentou o quadro de normas e requisitos técnicas para pedidos de registro ou de uso emergencial de vacinas no Brasil. Os técnicos esclareceram ainda que, para avaliar uma vacina, é necessário que a Agência tenha acesso a todos os dados brutos e disponíveis sobre o produto no momento da análise”, diz o órgão em nota.

A formalização do pedido de registro ou autorização de uso emergencial ainda não ocorreu.

A vacina da CanSino, chamada comercialmente de Convidicea, já tem aprovação para uso emergencial no público em geral na China, Malásia, Indonésia, Paquistão e México.

O imunizante utiliza uma tecnologia de vetor viral (assim como a da Johnson & Johnson, Sputnik V e Oxford AstraZeneca).

A plataforma usa um adenovírus (causador do resfriado comum) incapaz de provocar doença para transportar pedaços do material genético do coronavírus SARS-CoV-2.

A empresa anunciou no mês passado resultados preliminares, após testes em 30 mil voluntários, que a vacina tem eficácia de 65,7% na prevenção de casos sintomáticos da doença e de 90,98% contra quadros graves.

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001