Animais ingeridos vivos podem conter toxinas e levar à morte
Pixabay

Comer bichos aleatórios na natureza pode provocar de intoxicação à sepse (infecção generalizada), levando até a morte, segundo o infectologista Carlos Lazar, professor da Faculdade de Medicina da PUC-Sorocaba.

Na última sexta-feira (2) a notícia da morte do australiano Sam Ballard, 28, após ter ingerido uma lesma chamou a atenção. 

O ex-jogador de rúgbi teria sido desafiado pelos amigos aos 19 anos a comer o animal que passava pelo chão. Ao ingeri-lo, logo começou a sentir fortes dores no corpo.

O diagnóstico foi de meningite eosinofílica, contraída por meio da lesma ingerida, que causou paralisia generalizada. Ele morreu oito anos depois.

Leia também: Como cola inspirada em gosma de lesma pode ajudar a salvar vidas

A doença é causada por um verme transmitido pela ingestão de crustáceos, entre eles o camarão, e moluscos, contaminados. O caramujo gigante africano é o vetor mais comum desse verme, introduzido acidentalmente no Brasil por pessoas que acreditavam estar importando escargot.

“Esse tipo de meningite ocorre mais frequentemente por meio da ingestão de alimentos contaminados por tênias [um tipo de verme]”, explica Lazar.

O infectologista afirma que a ingestão de animais “de jardim”, como lesmas, baratas e formigas podem causar doenças como diarreia, vômitos e enterocolite. 

Ele explica que alimentos como o escargot e os espetinhos de grilo e escorpiões, da culinária oriental, não fazem mal porque esses “bichinhos de jardim” são cultivados e preparados de maneira adequada, com cuidados especiais, e não simplesmente coletados na rua.

Leia também: Ex-Spice Girls usa lesmas em tratamento facial

Outra questão ressaltada por Lazar é que, nesses pratos, a ingestão é feita após a morte do animal. Ingeri-los vivos, segundo o infectologista, faz com que demorem mais para morrer com o suco gástrico. Além disso, eles podem conter toxinas, podendo levar a uma infecção generalizada e causar a morte.

Leia também: Testículos de porco, erva-dos-gatos e outros remédios estranhos para infertilidade na Idade Média

*Estagiária do R7 sob supervisão de Deborah Giannini

Tem lesma na salada? Conheça os mitos e verdades sobre os vermes

 

 

 

 

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001