Lombalgia: A lombalgia é o termo médico para definir qualquer dor na região lombar. De acordo com o ortopedista Rodrigo Sasson, do Hospital Samaritano da Barra da Tijuca, essas dores são um dos motivos mais frequentes nos atendimentos de emergência. Essas dores podem ser causadas por hérnias de disco, fraturas, alterações posturais, fadiga, estresse e contrações erradas da musculatura*Estagiária do R7, sob supervisão de Filipe SiqueiraBico de papagaio (artrose): O bico de papagaio trata-se, na verdade, da artrose na coluna vertebral, que desenvolve formações ósseas em formato de ganchos (osteófitos). De acordo com o ortopedista Edmond Barras, da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, após os 50 anos, é provável que a maioria das pessoa desenvolva artrose na coluna. Barras afirma que a dor só aparece quando essa artrose inflamaO tratamento para o bico de papagaio é feito com anti-inflamatórios, calor local e fisioterapia. Para prevenir a dor da artrose, Barras recomenda que as pessoas tenham um fortalecimento dos músculos que sustentam a coluna, praticando atividades físicas desde jovem. O problema pode ser identificado por meio de um exame de raio X, tomografia computadorizada e ressonância magnética da colunaNervo ciático: As dores no nervo ciático, maior nervo do corpo humano, são causadas pela compressão desse nervo, seja por uma hérnia de disco ou por contrações musculares erradas. De acordo com Sasson, as dores começam na região lombar e irradiam para a parte de trás do quadril e da coxa, podendo dar formigamentos e alterações na força muscular. O tratamento do problema dependerá da identificação da causa da inflamação do nervoHérnia de disco: A hérnia de disco é um problema que ocorre pela desidratação ou deslocamento do disco intervertebral, estrutura parecida com uma bolsa que fica entre as vértebras da coluna. Quando o líquido desses discos vaza, a cartilagem que fica ali dentro sai e acaba comprimido alguma terminação nervosa. As ocorrências mais comuns são na região da cervical e na região lombar, e as dores podem se estender para os braços ou para as pernas, além das sensações de formigamento e choquesPara evitar a hérnia de disco e a maioria dos problemas de coluna, Barras recomenda a prática de exercícios físicos e evitar carregar muito peso. O tratamento na fase aguda é feito com medicamentos anti-inflamatórios. A longo prazo, o problema pode ser tratado com programas de exercícios determinados por médicos e fisioterapeutas de maneira a fortalecer a musculatura de sustentação da colunaHiperlordose: A hiperlordose é o problema em que a coluna lombar fica “funda” nas costas e deixa bumbum empinado. Geralmente, o problema é detectado nas crianças em fase de crescimento, podendo ser genético ou por algumas posturas comuns entre praticantes de ginásticas A dor por hiperlordose ocorre porque o excesso de curvatura na região lombar faz com que haja uma pressão maior em algumas partes das vértebras. Segundo Barras, o problema é resolvido com correção da postura, fisioterapia e fortalecimento da musculatura de sustentação da coluna Escoliose: A escoliose é um problema de desvio da coluna para a lateral, podendo formar a letra “S”. Segundo Barras, o problema é comum durante a fase de crescimento, principalmente entre adolescentes. A escoliose raramente causa dores nos adolescentes,sendo mais comum entre os adultos por conta do desgaste que ocorre entre as vértebras da coluna e piora em função da curvaturaA progressão da escoliose deve ser observada e acompanhada, pois a condição pode se agravar com o crescimento, precisando do uso de coletes ou cirurgia para correção, na qual são colocados pinos para correção da postura. Quando a cirurgia é indicada, é estritamente necessária, pois a postura errada pode comprometer outros órgãos

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001