Festas e eventos desrespeitam restrições impostas pelo governo de SP
REUTERS / Leonardo Benassatto / 19.04.2021

Em uma semana, equipes da polícia e agentes de fiscalização sanitária flagram quase 400 pessoas aglomeradas em eventos na cidade de São Paulo. O município vive a fase de transição do plano de flexibilização econômica, que impõe medidas restrititvas para todo o estado. 

Leia também

Polícia fecha festa clandestina com 30 pessoas na zona norte de SP

Força-Tarefa autua bares e acaba com festas clandestinas em SP

Polícia fecha festa com 120 pessoas aglomeradas na zona leste de SP

Ao todo, entre a madrugada de domingo (2) e desta sexta-feira (7), 390 pessoas foram flagradas em eventos clandestinos, que acontecem em meio à pandemia do novo coronavírus e desrespeitam medidas impostas para conter a disseminação do vírus.

Os eventos aconteceram em cassinos, tabacarias, e nos fundos de uma boutique de roupas. Diversos pontos da capital foram alvos: São Miguel Paulista, na zona leste, Moema e Parque Independência, ambos na zona sul, além de Santana, na zona norte.

Para coibir essas ações, o governo do Estado de São Paulo criou o Comitê de Blitz, que conta com o apoio do Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra), do Departamento de Operações Especiais de Polícia (Dope), da Vigilância Sanitária e da Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon).

As operações deflagradas pelos órgãos tentam encerrar as aglomerações e penalizar os organizadores dos eventos. Também nesta semana mais de 10 pessoas foram encaminhadas ao Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), onde foram registrados termos circunstanciados de infração de medida sanitária.

O número de pessoas flagradas em aglomerações, e desrespeitando recomendações para conter a proliferação da Covid-19, fica ainda mais expressivo se considerarmos além das festas em locais fechados, alvos confirmados pelo Comitê de Blitz.

Segundo um levantamento da Agência Record, entre sábado (1) e domingo (2), aconteceram 4 bailes funks em diferentes regiões da capital. Em pelo menos dois vídeos é possível ver centenas de pessoas aglomeradas.

Veja também

São Paulo
Festa clandestina com 150 pessoas é interrompida na zona leste de SP

São Paulo
PM faz operação preventiva contra baile funk na zona leste de SP

São Paulo
Barbearia de Osasco é interditada após festa com 100 pessoas

As festas ocorreram no Jardim Miriam e na Vila Clara, ambos na zona sul de São Paulo, no Jardim Paulistano, na zona norte e na Cidade Tiradentes, na região leste. 

As reclamações contínuas durante a pandemia, ocasionaram uma manifestação de moradores, em Guaianases, na zona leste. Eles colocaram fogo em objetos e interditaram vias, cobrando atitude das autoridades que são acionadas às festas, mas não atuam na dispersão dos participantes.

A covid-19 já interrompeu a vida de 416.949 brasileiros, segundo dados do Ministério da Saúde divulgados na quinta-feira (6). Sendo 99.406 mortes só no estado de São Paulo e 27.931 na capital. 

Na cidade de São Paulo, foco das ações da Polícia Civil nesta semana, 1.114 pacientes estão internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Hospitais Municipais e Contratualizados, além de 840 pacientes internados na enfermaria.

Os números representam 80% de ocupação dos leitos de UTI e 61% de ocupação nos leitos de enfermaria, segundo dados divulgados pela Prefeitura de São Paulo, na última quinta (6).

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001