As vacinas precisam ser conservadas em baixa temperatura
Paulo Lopes/Agência Estado – 26/01/2018

Uma quantia ainda identificada de doses de vacina contra a febre amarela estragou por falta de energia elétrica nesta segunda-feira (29) no Parque São Rafael (zona leste de São Paulo). O problema ocorreu devido ao roubo de fios que fornecia energia a uma UBS (Unidade Básica de Saúde) no bairro.

As doses da vacina contra a febre amarela estavam guardadas em uma espécie de geladeira própria para este armazenamento, na UBS Jardim Colorado. A Coordenadoria Regional de Saúde Leste não informou a quantidade.

Saiba quem não pode tomar a vacina contra a febre amarela

Os funcionários perceberam que o local estava sem energia quando chegaram para trabalhar, nesta segunda-feira pela manhã.

O aposentado Adauto de Oliveira Farias foi com a esposa e a filha logo cedo para se vacinar. Ele e a família tinham senha para tomar a vacina entre 8h e 9h. Quando chegaram na UBS, receberam a notícia de que não seria possível. “Me disseram que estavam sem energia elétrica e que, provavelmente, as vacinas seriam descartadas. Disseram para a gente voltar na quarta-feira com a mesma senha.”

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a UBS ficou sem energia por causa de um furto de cabos. Um boletim de ocorrência foi feito no 55º DP (Distrito Policial), no Parque São Rafael. O caso vai ser investigado.

As vacinas vão passar por uma análise que deve definir se ainda estão em condição de uso. Caso contrário, serão descartas.

Ainda nesta segunda-feira, a UBS Jardim Colorado recebeu um novo lote de vacinas do Padi, o centro de distribuição da prefeitura e 380 pessoas foram vacinadas.

A Secretaria de Saúde afirma que os moradores da região que tinham senha mas não conseguiram ser vacinados devem procurar a UBS para fazer um reagendamento.

De acordo com a Fiocruz, fundação responsável pela produção da vacina no Brasil, a dose deve ser conservada entre 2ºC e 8ºC, protegida da luz. Se a regra for respeitada, a validade da vacina é de 3 anos, a partir da data de fabricação.

Vacinação na capital

Em quatro dias de campanha, a segunda etapa de vacinação imunizou 471.647 na capital paulista. Foram 456.633 doses fracionadas e mais 15.014 doses padrão, aplicadas somente em casos específicos, como para viajantes internacionais, crianças entre nove meses e dois anos e pessoas com condições clínicas especiais. Com término previsto para 24 de fevereiro, a etapa atual tem como meta a vacinação de 3,6 milhões de moradores de 20 distritos de São Paulo.

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001