Pneumonia bacteriana é comum em recuperados da covid-19
Pixabay

O presidente Jair Bolsonaro informou que está com uma infecção no pulmão durante live transmitida na última quinta-feira (30).

No entanto, os médicos que o acompanham não relacionam o quadro com a covid-19, embora o comunicado venha menos de uma semana após ele divulgar que o resultado de seu último teste para o coronavírus deu negativo.

De acordo com o pneumologista Elie Fiss, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, infecções pulmonares podem ser causadas por vírus – como acontece em pacientes com covid-19 e gripe, por exemplo -, bactérias e fungos. “O que as pessoas chamam mais comumente de infecção pulmonar é a pneumonia”, afirma.

Leia também: Pneumonia causada pela covid-19 pode ser silenciosa. Entenda

O especialista afirma que quadros de pneumonia bacteriana são comuns em pacientes recuperados da doença causada pelo novo coronavírus.

“A infecção viral da covid-19 dá uma pneumonia intersticial, ou seja, que preenche os espaços entre os alvéolos e, comumente, pode complicar com uma infecção bacteriana. Isso acontece mesmo em casos moderados. Aí a gente usa antibiótico para tratar.”, observa.

Os alvéolos fazem a troca gasosa entre o ambiente e o organismo. Quando os espaços entre eles estão ocupados, o oxigênio não consegue passar do sangue para o pulmão. Por isso pacientes com quadros mais complicados de covid-19 sentem falta de ar, segundo Fiss.

Leia também: Recuperados de pneumonia da covid-19 têm sequela após meses

Ele acrescenta que o fato de ter o resultado do teste RT-PCR negativo, que detecta a presença do material genético do vírus e é considerado “padrão ouro” para diagnosticar a covid-19, não é suficiente para afirmar que um paciente está recuperado. “[A pessoa] não tem mais o vírus, mas pode ter uma inflamação ativa causada por ele”, pondera.

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030