Após conviver com fortes dores no corpo durante três meses, o artista sertanejo Zé Felipe foi diagnosticado com espondilite anquilosante. O jovem de 21 anos divulgou um vídeo em suas redes sociais em que fala sobre o problema e como ele pode impactar sua carreira.
Na postagem, o filho do cantor Leonardo afirmou que “estava sentindo dores nas costas, no pé, no joelho”. Depois de se consultar com médicos, o artista descobriu ser portador da grave doença, que ainda não tem cura e é progressiva – o que pode afastá-lo dos palcos futuramente.

Sintomas da espondilite anquilosante
O primeiro sinal da espondilite anquilosante sentido por Zé Felipe foi a perda de firmeza do pé ao levantar. Além disso, o cantor também percebeu que seu pescoço estava travado e até suspeitou de gota.
Dentre outros possíveis sintomas da espondilite anquilosante estão:

Perda de mobilidade
Dor na lombar que vem e vai
Dor na coluna
Dor e inchaço nas articulações dos ombros, joelhos e tornozelos
Dor e rigidez no quadril
Dor e rigidez que pioram com a falta de movimento
Dor no calcanhar
Rigidez matinal
Dificuldade para respirar fundo
Fadiga
Febre
Inflamação nos olhos ou uveíte

Perda de peso
Diagnóstico
Desde que as dores se iniciaram, o sertanejo realizou diversos exames para verificar a causa dos sintomas. Porém, somente após três meses, um reumatologista foi capaz de diagnosticá-lo com espondilite anquilosante, também chamada de “artrite espondilite”.

A doença não costuma ser notada em fase inicial, sendo necessária uma ressonância magnética da coluna vertebral para reconhecer mais detalhes. Já em fase avançada, a doença pode ser identificada por exames de imagem menos complexos, como raio-X.
A espondilite costuma afetar mais homens do que mulheres, sendo ainda mais comum no final da adolescência até os 40 anos de idade.
Tratamento
A cada dois meses, Zé Felipe tem de tomar injeções para aliviar as dores. Como a espondilite anquilosante é uma doença sem cura, o tratamento consiste em amenizar os sintomas dolorosos.
Cirurgias não são indicadas. Assim, para tratar a espondilite são recomendados medicamentos, fisioterapia e exercícios posturais e respiratórios para fortalecer os músculos.
Tudo sobre espondilite
Mudanças de estilo de vida para melhorar sintomas da espondilite
Descubra todas as opções de tratamento para a espondilite
Conheça a história de superação de Samuel contra a espondilite

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001