2 mortes foram registradas em Atibaia na última terça
Newton Menezes/ Futura Press/Estadão Conteúdo

Subiu para 16 o número de mortes em decorrência de febre amarela no Estado de São Paulo.

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo registrou 13 mortes até a última segunda-feira (8). No entanto, aconteceram duas mortes no dia seguinte – uma em Atibaia e outra em São Paulo – que ainda não foram catalogadas pela pasta.

Dentre os óbitos confirmados no Estado, 4 deles ocorreram na grande São Paulo. A última vítima, Adilson Tadeu Esteves, 48 anos, morreu na capital paulista, onde estava internado. O Hospital Leforte, no bairro da Liberdade, confirmou que a morte de Esteves ocorreu às 14h35 da última terça-feira (9), após quatro dias de internação.

Mairiporã

Um dos cenários que mais preocupa na grande São Paulo é o surto de casos de febre amarela que acontece em Mairiporã. O grande número de óbitos e de suspeitos tem feito postos de saúde ficarem lotados de pessoas em busca de vacinação.

Segundo a Prefeitura Municipal de Mairiporã, 31 casos de suspeita foram notificados pela Secretaria de Saúde do município.  A pasta confirmou também 11 óbitos, 17 pessoas hospitalizadas com a doença e três altas.

Minas Gerais

Em Minas Gerais, duas mortes causadas pela febre amarela foram confirmadas. Nesta terça-feira (9) A Funed (Fundação Ezequiel Dias Funed), vinculada à SES (Secretaria de Estado de Saúde), confirmou que a morte de Fabiano Corrêa, 39 anos, que aconteceu dia 2 de janeiro, foi causada pela doença.

Corrêa teria contraído o vírus silvestre no sítio da família, na comunidade rural de Forquilha. A outra morte registrada no estado aconteceu em Brumadinho, na Grande Belo Horizonte.

* Ana Beatriz é estagiária do R7 

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001