Jonas Lencine: gerenciamento
Divulgação/Arquivo pessoal

Jonas Lencine, 22 anos, e João Gabriel, 19 anos, são alunos do 3º semestre do curso de Engenharia de Produção da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e, em parceria com a EPR (Empresa Júnior de Engenharia de Produção), lançaram em abril deste ano uma ferramenta de gerenciamento de dados para simplificar e oferecer agilidade no atendimento aos pacientes nos postos de saúde durante a vacinação contra covid-19.

Segundo Jonas, a ferramenta, ainda sem nome, foi desenvolvida usando um simples programa de Excel. A ideia do projeto surgiu com a percepção da necessidade que as equipes das UBS (Unidade Básica de Saúde) de Porto Alegre têm em conseguir identificar os pacientes que não tomaram a 2ª dose da vacina contra a covid-19. “Era nítido a dificuldade que existia naquele local para gerenciar os cadastros”, conta o estudante.
Jonas também observou que o responsável por inserir os dados no sistema do centro de saúde perdia muito tempo realizando um serviço nada prático, operacional e repetitivo. 

João Gabriel: maior controle
Divulgação/Arquivo pessoal

“A ferramenta foi criada com uma linguagem de programação à serviço do usuário”, explica. “Houve uma automatização dentro das planilhas e tabelas, o que permite maior controle e edição no gerenciamento de todos os usuários” conta João Gabriel, aluno da UFRGS.

Veja também

Educação
Filha de servente de pedreiro consegue bolsa em Harvard

Educação
MEC divulga resultado das bolsas remanescentes do Prouni

Economia
Senado aprova suspensão de pagamento do Fies por mais 1 ano

Ainda de acordo com João, por meio da ferramenta será possível realizar o acompanhamento personalizado de cada paciente. “Os cadastros poderão ser atualizados de acordo com a demanda de cada centro de saúde, seguindo um padrão visual pré-estabelecido que irá variar de acordo com a situação de cada paciente”, explica. “Isso permitirá um controle maior das informações disponíveis, agilidade no atendimento e ajudará, inclusive, no aumento do número vacinados, já que a ferramenta contará com os dados do histórico de cada pessoa.”

No momento, a ferramenta está sendo usada apenas em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, mas os estudantes acreditam que poderá ser utilizada por agentes de saúde de todo o país.

*Estagiário sob supervisão de Karla Dunder

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001