Neste domingo (11), será aplicada a segunda prova do Enem. Os portões abrirão às 12h (horário de Brasília) e fecharão às 13h, dificultando o horário de almoço dos candidatos. Segundo a nutricionista Gabriela Cilla, a fome pode desconcentrar o candidato e prejudicar o rendimento na provaA nutricionista recomenda àqueles que prestarão a prova que tentem almoçar ou fazer uma refeição leve antes de se dirigirem aos locais de aplicação do exame. Se não for possível almoçar, Gabriela afirma que os candidatos devem levar opções leves, como sanduíches naturais ou saladas. “Quando a pessoa come algo mais pesado, depois de um tempo, pode apresentar sonolência e cansaço. Nesse momento, ela precisa ter mais atenção”, afirmaChocolates e alimentos açucarados devem ser evitados, pois o ingrediente gera um pico glicêmico e, quando abaixa, o candidato pode ter maior sensação de fome e sonolência. Gabriela ressalta que a alta ingestão de açúcar afeta a comunicação das células cerebrais, dificultando a aprendizagem e a memóriaCastanhas são uma boa opção para levar de lanche para a prova, segundo a nutricionista. Esses alimentos são ricos em ômega 3, gordura boa que ajuda a controlar os níveis de colesterol. O ômega 3 ajuda também na memória e estimula o raciocínio, a concentração e melhora a capacidade de aprendizagemA nutricionista afirma que frutas vermelhas e arroxeadas podem contribuir na concentração, pois tais frutas são ricas em antioxidantes, que ajudam na memória. Entre as frutas que Gabriela recomenda estão morango, maçã, uvas, passas e ameixasOs lanches naturais também são recomendados pela nutricionista. Ingredientes, como o tomate, são ricos em licopeno, antioxidante que contribui para a memória. Lanches preparados com atum podem ser fonte de ômega 3. Ingredientes como o frango ou carnes vermelhas, queijos e ovos são ricos em taurina, ácido orgânico de fonte animal, que ajuda na concentração. O frango é, também, fonte de carnitina, que estimula a saúde cerebral e a memóriaA nutricionista fala que, mesmo que haja ansiedade, o vestibulando não deve praticar exercícios antes da prova, pois esse esforço pode gerar cansaço e sensação de relaxamento. “Às vezes, o relaxamento provocado pelo exercício é tão grande que pode causar sonolência”, explicaSe hidratar bem, segundo a nutricionista, é também uma das medidas mais importantes. “Muitas pessoas sentem dores de cabeça por falta de beber água, o que desconcentra o estudante”, afirma. Gabriela afirma também que é importante ter a noção de quanta água consumir, já que, neste caso, o candidato não pode ir ao banheiro várias vezesDe acordo com a nutricionista, a quantidade de alimentos que devem ser levados pode variar entre as pessoas. Ela afirma que os concorrentes devem se situar em quanto necessitam para se sentir satisfeito. O ideal, segundo a nutricionista, é permanecer até duas horas em jejum e levar entre duas e três refeições para se sentir saciadoGabriela lembra que é importante que, mesmo acostumado, o candidato não exagere em alimentos gordurosos e pesados no dia anterior à prova. “O estudante deve ter uma alimentação normal, igual a rotina, e não exagerar, seja antes da prova, ou no dia anterior, já que esses alimentos podem provocar indigestão e atrapalhar o sono”, afirma. A nutricionista também explica que alimentos pesados podem afetar o raciocínio na hora da prova

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001