O futebol apresenta risco para
a região genital? Como se proteger?

No futebol,
há o risco de lesões da genitália devido ao alto contato e movimento durante a
prática esportiva. É indicado o uso da coquilha, suporte utilizado para
prevenir lesões mais graves na área genital, não apenas no futebol, mas a todos
os esportes que ofereçam riscos de trauma, como hipismo e ciclismo. No caso
do ciclismo, é comum o uso de selim ergonômico pode diminuir o trauma nessa
área

 Caso haja um
trauma, como agir?

O paciente deverá ser avaliado por um urologista, que irá
realizar um exame físico e encaminhar para exames complementares, como ultrassonografia
ou ressonância magnética da bolsa testicular. Com o diagnóstico definido, será
iniciado o tratamento que vai desde a aplicação de gelo local e uso de
anti-inflamatórios e analgésicos até procedimentos cirúrgicos  O que pode
acontecer com a região durante a prática esportiva?

O impacto físico ou da bola pode gerar uma contusão
testicular. Além de dor local, a contusão vai desde o aparecimento de hematomas
até rompimento da cápsula do testículo

 Quais complicações
isso pode trazer?

As complicações variam de acordo com a gravidade do trauma, que
vai de uma simples contusão ao rompimento do testículo. Os traumas podem trazer
consequências como dor crônica, hipogonadismo (suspensão da produção de
hormônios), infertilidade e alterações estéticasQuais são os esportes
que oferecem mais risco à região genital masculina?

Futebol, hipismo e lutas, como judô, jiu-Jitsu e MMA, estão
entre as modalidades esportivas que podem causar traumas à região genital
masculina, mas os que oferecem mais risco a esta área são ciclismo, motocross, hockey
no gelo e rugby

 

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001