Médicos cubanos devem deixar o país
José Cruz/Agência Brasil

O Ministério da Saúde anunciou que nesta sexta-feira (16), realizará reunião com a Opas (Organização Pan-Americana de Saúde) para a definição da saída dos médicos cubanos do programa Mais Médicos e entrada dos profissionais brasileiros que serão selecionados por edital em primeira chamada ainda no mês de novembro e comparecimento aos municípios imediatamente após a seleção.

Nesta reunião será finalizada a proposta de edital para selecionar profissionais para as 8.332 vagas que serão deixadas pelos médicos cubanos. Na próxima semana devem ser anunciados os detalhes sobre o edital de seleção e chamada para inscrições.

Veja também

Bolsonaro questiona direitos humanos de médicos cubanos
Ministério e Opas discutem saída de cubanos do Mais Médicos
Médicos cubanos lutam na Justiça por trabalho

O governo de Cuba anunciou nesta semana o rompimento unilateral da participação no programa Mais Médicos. O motivo para a decisão foram as declarações do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) com críticas ao programa criado na gestão petista.

Após um café da manhã com o comandante da Marinha, Eduardo Bacellar, nesta sexta-feira, Bolsonaro questionou os direitos humanos dos médicos cubanos, que ficariam com 30% do salário. Também afirmou que quem pedir asilo poderá ficar no país.

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001