Seringa mostra sangue retirado da paciente no hospital, de coloração azul
Reprodução/New England Journal of Medicine

Uma mulher de 25 anos chegou à emergência de um hospital em Rhode Island, nos Estados Unidos, com fraqueza, tontura, falta de ar e pele e unhas “azuis”.

O caso foi tema de um estudo publicado no New England Journal of Medicine. Segundo esse estudo, ela foi diagnosticada com meta-hemoglobinemia, doença que leva à baixa oxigenação do sangue, deixando-o azulado.

Leia também: Saúde bucal é só um dos fatores que podem levar a parto prematuro 

Exames mostraram que 44% da hemoglobina da paciente havia sido afetada. Quando supera 50%, há risco de morte.

De acordo com o estudo, ela relatou ter usado grandes quantidades de benzocaína tópica na noite anterior para dor de dente. Esse remédio é utilizado como pomada ou em forma líquida como anestesia durante procedimentos dentários. 

Saiba mais: Entenda uso de aparelho em dentes de leite, como no filho de Neymar

Para tratar a meta-hemoglobinemia, ela recebeu duas doses, por via endovenosa, de azul de metileno. Essa substância restaura a hemoglobina, fazendo com que sua capacidade volte ao normal – volte a oxigenar o organismo.

Após melhorar dos sintomas, a paciente foi encaminhada para acompanhamento odontológico ambulatorial.

 

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001