Secretaria considera caso silvestre, já que infecção ocorreu em região de mata
Josué Damacena/IOC/Fiocruz

A Secretaria de Saúde de São Paulo confirmou oficialmente nesta sexta-feira (9) o primeiro caso de febre amarela contraída no município. O paciente é um homem de 29 anos, morador de Tremembé, na Zona Norte, que frequentava semanalmente uma área ao lado do Parque da Cantareira, próximo à divisa com Mairiporã.

A prefeitura ressalta que trata-se de um caso de febre amarela silvestre, uma vez que o contágio ocorreu em região de mata.

A vacina contra a doença foi disponibilizada na região em 21 de outubro, mas o paciente não buscou a dose.

Casos no Estado

O governo estadual afirma que já são 186 casos da doença em São Paulo, sendo que 65 evoluíram para morte. Há uma semana eram 163 casos e 61 mortes. A cidade de Mairiporã lidera com 105 casos e 27 mortes.

Segundo a secretaria, não há casos de febre amarela urbana no Brasil desde 1942. Todos os casos são considerados silvestres, transmitidos por mosquitos que vivem em área de mata.

A zona Norte foi a primeira a ser alvo de campanha de vacinação, iniciada em setembro do ano passado. Um mês depois todos os 90 postos da região receberam a vacina após casos de doença entre animais no Horto Florestal. Até 24 de janeiro, foram vacinadas 1.366.592 pessoas apenas na zona Norte.

VEJA TAMBÉM: Mistério da Saúde divulga novo balanço de casos de febre amarela

 

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001