<img src=’https://img.r7.com/images/doses-vacina-dengue-21012024131435819′ /><br />

Público-alvo será de crianças e adolescentes de 10 a 14 anos

Reprodução/Ministério da Saúde

A primeira remessa de vacina contra dengue, cerca de 750 mil doses, chegou ao Brasil neste sábado (20). Uma segunda leva, com 570 mil doses, está prevista para fevereiro. O público-alvo será de crianças e adolescentes de 10 a 14 anos, e as primeiras aplicações vão ocorrer no mês que vem.

A escolha do público-alvo, jovens de 10 a 14 anos, se deu porque se trata do grupo com maior quantidade de hospitalizações, atrás somente dos idosos. A vacina, porém, ainda não foi autorizada para este público, apenas para quem tem entre 4 e 60 anos de idade.

Veja também

Brasília
Procurador diz que imposição de tabelas de preços da OAB viola livre concorrência

Brasília
Sem agenda oficial, Lula planta mudas de árvores no jardim do Palácio da Alvorada

Economia
Suíça e Índia chegam a acordo sobre tratado de livre-comércio

O ministério adquiriu 6,4 milhões de doses do fabricante, que serão enviadas até novembro. A previsão é de que cerca de 3,2 milhões de pessoas sejam vacinadas ainda este ano, considerando que a vacina precisa de duas doses, com no mínimo três meses de intervalo entre elas.

"É importante que as vacinas sejam utilizadas de uma forma muito criteriosa, orientada pelos princípios científicos e pelas necessidades de saúde pública", afirmou a ministra da Saúde, Nísia Trindade.

• Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu Whatsapp
• Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
• Compartilhe esta notícia pelo Telegram
• Assine a newsletter R7 em Ponto

Os imunizantes serão destinados a regiões com municípios de grande porte, com alta transmissão nos últimos dez anos, e população igual ou maior a 100 mil habitantes. A lista das cidades e a estratégia de vacinação serão informadas pela pasta nos próximos dias.

A remessa recebida vai passar pelo processo de liberação da Alfândega e da Anvisa e, depois, segue para o INCQS (Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde).

Conhecida como Qdenga, a vacina contra a dengue foi incorporada ao SUS (Sistema Único de Saúde) no fim do ano passado.

Experiência em Dourados (MS)

No início de janeiro, a cidade de Dourados (MS) se tornou a primeira do Brasil a vacinar em massa contra a dengue. A iniciativa se trata de uma experiência com 150 mil pessoas da cidade, com idades entre 4 e 59 anos de idade, após uma parceria entre o laboratório fabricante e a prefeitura da cidade. O pesquisador e professor da UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul) Julio Croda coordena o acordo.

Em dezembro do ano passado, o Ministério da Saúde anunciou a incorporação da vacina Qdenga ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do SUS, o que faz do Brasil o primeiro país do mundo a oferecer o imunizante no sistema público universal.

A vacina apresentou, nos ensaios clínicos, eficácia geral de 80,2% contra qualquer sorotipo da dengue após 12 meses da segunda dose. A vacina também reduziu as hospitalizações em 90%.

Em 2023, o Brasil bateu recorde de mortes por dengue. Dados do Ministério da Saúde mostraram que foram registradas 1.079 mortes pela doença até o último dia 27 de dezembro. Em 2022, o número de óbitos fechou em 1.053.

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001