Seap investiga morte de presos
Reprodução / RecordTV Rio

A Seap (Secretaria de Administração Penitenciária) investiga mortes de dois presidiários que podem ter sido causadas por meningite bacteriana. Os casos estão sendo acompanhados desde o dia 8 na unidade Paulo Roberto Rocha, no Complexo de Gericinó, zona oeste do Rio.

Rio deve decretar calamidade para obter mais ajuda, diz secretária

Segundo a pasta, foram coletadas amostras dos mortos para realização de exames. A coordenação de saúde da secretária, e as pastas municipal e estadual de Saúde estão atuando nos casos.

Veja também

RJ: moradora de Guaratiba diz que água ficou na altura de seus ombros
Militares presos por atirar em carro e matar músico serão ouvidos
Rio permanece em estágio de crise após mais de 30 horas de chuvas

Tratamento de quimioprofilaxia foram aplicados aos 1.750 internos da unidade e aos servidores que tiveram contatos com os presos.

Ainda de acordo com a Seap, foram suspensas temporariamente as visitas e saídas de presos em caráter emergencial.

Outros dez internos estão isolados até que sejam feitas coletas de sangue na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Gericinó.

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001