Representantes do Governo vão detalhar os gastos dedicados com a pandemia
Montagem / R7

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Assembleia de Minas que investiga possível caso de ‘fura-filas’ da vacina no Governo Estadual entra para uma segunda fase nesta quarta-feira (9). A partir de agora, os deputados vão colher informações para detalhar os investimentos do Estado para enfrentar a pandemia de covid-19.

Já na primeira reunião, prevista para esta manhã, há previsão de depoimento de três secretários da gestão Zema: Luísa Cardoso Barreto, do Planejamento e Gestão; Fábio Baccheretti, da Saúde; e Gustavo Barbosa, da Fazenda.

Segundo os deputados, os representantes do Governo Estadual também serão questionados sobre a ampliação dos leitos hospitalares e a aplicação dos valores mínimos previsto em constituição no setor da saúde.

A primeira fase da CPI instaurada em março deste ano após reportagem do R7 revelar irregularidade na imunização de servidores ficou dedicada a investigar o possível favorecimento dos funcionários da Secretaria Estadual de Saúde.

A CPI é composta por três deputados. Eles têm até setembro deste ano para apresentar um parecer sobre os pontos investigados. Até o momento, já foram ouvidos especialistas em saúde, representantes do governo e possíveis testemunhas. A antiga gestão da Secretaria Estadual de Saúde nega as irregularidades na vacinação.

Veja também

Minas Gerais
Para CPI, ex-secretário de saúde de Minas mentiu na Assembleia

Coronavírus
Alto escalão da Saúde pode ter sido responsável por fura-filas em MG

Minas Gerais
Lista de servidores da saúde vacinados em MG tem 2.684 nomes

 

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001