A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba
A8SE

O Estado de São Paulo registra 5.139 casos confirmados de sarampo e cinco mortes, segundo boletim divulgado nesta quarta-feira (25) pela Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo. Mais de 56% das ocorrências se concentram na capital, com 2.897casos.

As mortes se referem a um homem de 42 anos da capital paulista, que não havia tomado vacina, dois bebês, sendo uma menina de 4 meses, de Osasco, e um menino de 9 meses, da cidade de São Paulo, uma mulher de 31 anos sem histórico de vacinação e um bebê do sexo masculino de 26 dias. Esses dois óbitos foram confirmados nesta quarta-feira (25).

A campanha de vacinação com enfoque em bebês entre 6 e 12 meses continua em andamento no Estado, conforme recomendado pelo Ministério da Saúde. Essa faixa etária é a mais vulnerável a complicações da doença e morte e equivalem a 13% do total de casos registrados em São Paulo.

Leia também: Sintomas do sarampo vão muito além de manchas vermelhas

Essa dose, antes de 1 ano de idade, está sendo chamada de “dose zero” e não exclui as outras duas doses da vacina, sendo a primeira a tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba, administrada aos 12 meses, e a tetraviral, que inclui proteção à varicela, aos 15 meses de idade, enfatiza a pasta.

A Secretaria ressalta a importância da vacinação de bloqueio. Os locais que tiverem notificações do sarampo devem entrar em contato com o órgão para a realização de imunização de emergência a fim de evitar surtos.

Saiba mais: Após sarampo, rubéola pode ser a próxima doença a voltar ao país

O Programa Estadual de Imunização prevê que crianças e adultos, com idade entre 1 e 29 anos, devem receber duas doses da vacina contra o sarampo. Acima dessa faixa e até 59 anos, é necessária apenas uma. Não há indicação para pessoas com mais de 60 anos, pois, segundo a secretaria, esse público já teve contato com o vírus e está imunizado.

A recomendação, de acordo com a pasta, é que mães de crianças com idade inferior a 6 meses evitem aglomerações e procurem imediatamente um serviço de saúde caso o bebê apresente sintomas da doença, que são manchas vermelhas pelo corpo, febre, coriza, conjuntivite e manchas brancas na mucosa da boca.

Devo tomar o reforço da vacina contra o sarampo? Tire suas dúvidas: 

 

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001