Xixi ajuda a atenuar a dor da queimadura de água-viva?  Não. Segundo Renato Simão,
coordenador do Pronto Atendimento do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, o certo é lavar a queimadura com a própria água do mar, pois a água doce faz com que seja liberado mais veneno. O médico fala também que é preciso observar se a água-viva ainda está presa no local e, se estiver, puxá-la com uma pinça, de maneira a livrar o ferimento dos tentáculos, que causam mais dor. É necessário, ainda, que o local seja limpo com vinagre, que neutraliza o veneno liberado*Estagiária do R7 sob supervisão de Celso FonsecaO que fazer quando cortar o pé no mar? O médico afirma que a primeira coisa a ser feita quando há um corte, seja por pedras ou por corais, é lavar o ferimento com água limpa, e avaliar se o corte é superficial ou mais profundo, trazendo maior risco de contaminação. Após a limpeza, o especialista recomenda cobrir o ferimento com gaze e seguir ao pronto-atendimento, onde um médico avaliará o ferimento e se há necessidade de sutura para acelerar a cicatrização e de medicamentosA alimentação na praia é segura? Simão afirma que a alimentação na praia pode gerar problemas. Os alimentos, muitos dos quais deveriam ser refrigerados, ficam muito tempo expostos ao sol, e podem conter muita gordura, predispondo à uma diarreia. No caso de raspadinhas, o gelo também pode estar contaminado, tanto pela exposição a bactérias, como pela procedência duvidosa da águaExiste
alergia ao sol? Não. Simão afirma que a chamada “alergia ao sol” é, na verdade, uma urticária crônica induzida pelo suor. Essa reação pode gerar vermelhidão, bolinhas na pele e sensação de coceira. O médico recomenda que, se a pessoa apresenta esse quadro, evite a exposição solar e tomar um antialérgico O que fazer em caso de insolação? A insolação ocorre quando a pessoa fica muito tempo exposta ao sol, elevando a temperatura corporal, abaixando a pressão arterial e desidratando o organismo. O médico afirma que a pessoa deve ser retirada do sol, jogando água fria no corpo para abaixar a temperatura e tomar bastante água para reverter o quadro de desidratação. Entre os sintomas que o quadro pode apresentar estão náuseas, vômitos, tontura e tremedeira Fazer
xixi na água do mar aumenta as chances de infecção urinária? Não. Simão explica que a contaminação pela urina na água do mar é difícil. Porém, pelo mar conter bactérias, as pessoas se tornam mais suscetíveis a inflamações na uretra, especialmente as mulheres, já que o canal é menor que o do homemO
sal do mar pode gerar assaduras em pessoas mais gordinhas? O sal do mar pode propiciar o aparecimento de assaduras. O problema ocorre frequentemente nas dobras corporais, somado ao fator de atrito. Para evitar o problema, Simão recomenda o uso de roupas mais leves e soltas, manter a pele seca, diminuindo o risco de infecção por fungos, e usar cremes e pomadas no localCaminhar na areia da praia pode provocar danos ortopédicos? Sim. Simão afirma que a areia da praia causa instabilidade nas  articulações, principalmente em praias com inclinação e na areia fofa, tornando a pessoa sujeita a torções, fraturas e luxações. O médico afirma que para caminhadas, é preferível optar por areias mais duras e fazer o exercício com um tênis apropriado. Caso haja problemas, o especialista orienta a imobilização do membro e encaminhar a pessoa para um hospitalQuais os riscos de levar
“um caldo” no mar? As ondas fortes e brincadeiras na água elevam o risco de contusões, afogamento, colisão com pedras ou com a areia do fundo e aspiração de água salgada. O médico recomenda que os banhistas observem e conheçam a maré antes de entrarem na água e evitem fazer brincadeiras dentro do marOuvido tampado na praia traz algum risco? Quando o ouvido fica tampado por conta da água, o médico aconselha que a pessoa enxugue os ouvidos, podendo dar até alguns tapinhas. Porém, a água ficar acumulada no local pode causar uma inflamação no ouvido (otite), e deve ser encaminhada a um especialista para que seja feita uma aspiração. Já o ouvido entupido na estrada para o litoral ocorre pela mudança na pressão atmosférica e não apresenta qualquer risco. Simão afirma que mascar chiclete e bocejar ajuda a melhorar a sensação

CategorySaúde

Copyright © 2016 - Plena Jataí. Todos os direitos reservados.

Clínica/Laboratório: (64) 3631-5080 | (64) 3631-5090
Farmácia: (64) 3631-8020 | (64) 3631-8030
Imagem: (64) 3631-6001